PRIMEIRA IMPRESSÃO

Olá Queridos Amigos!!!

Chegada a hora de começar a falar um pouquinho sobre minhas aventuras neste lugar tão único que é o Egito. Como sou recém chegada, acredito que muitas das minhas opiniões irão se modificar ao longo do tempo, mas irei usar isso como comparativo de idéias no futuro.

Aterrissei no Cairo dia 9 de novembro de 2009 e adivinha qual  primeiro lugar que conheci, fora o aeroporto claro? O Carrefour. Isso mesmo!!! Muito parecido com o nosso. Claro que nem tudo que tem por aí tem por aqui. Senti falta de algumas coisas que para mim eram básicas, sopa Vono é um exemplo hehehe. Acredito que estas coisinhas expressas não são um costume por aqui, mas existem algumas coisas idênticas também, shampoo Seda é uma delas.

O supermercado é lotadérrimo, fica aberto até as 2hs da manhã e se localiza dentro de um mini-shopping. Os caixas confesso que são um tanto quanto mal-educados, não te dizem nem boa noite e se deixar ainda te xingam. Os preços são cerca de 20% mais baratos que no Brasil e, diferente daí, este é o melhor mercado do Cairo.

Após a saída do Carrefour, pegamos a estrada e viemos para Suez. Estou hospedada em um Resort na beira da Vista do quarto do hotelpraia onde se podem ver os navios cargueiros e petroleiros se dirigindo pelo Canal. É um hotel muito bonito e amplo, contendo várias piscinas e quatro restaurantes, obviamente ,eles não abrem todos ao mesmo tempo. Fico aqui o dia inteiro esperando o maridão chegar e acreditem, tem uma hora que sol e mar cansam, sem brincadeira, a gente tem que inventar coisas para fazer e se entreter, no meu caso o “sudoko” está sendo um grande aliado até porque o friozinho já está chegando por aqui.

Aqui o final de semana é sexta e sábado, portando fomos ao Cairo na sexta-feira conhecer asAs pirâmides e seu explendor Pirâmides e outras coisinhas mais.  Aqueles monumentos são indescritíveis, não tem como explicar a sensação de ver aquelas coisas gigantescas no meio da cidade se deparando com um deserto ainda maior. Aconselho esta experiência a todos aqueles que se interessam por lugares históricos. Confesso que os pega-turistas são insuportáveis e quase tiram o brilho do momento. Eles te perseguem, te pedem dinheiro, querem te vender qualquer coisa, até areia se deixar. Fora esse inconveniente, é realmente impressionante, eu particularmente me surpreendi!

O Cairo de uma forma geral, confesso, me assustou um pouco. A sujeira e o trânsito principalmente. Ninguém respeita nada neste lugar, jogam papel pelo vidro ou coisa pior, as pessoas deixam os sacos de lixo na rua e o lixeiro provavelmente deve passar uma vez por mês apenas. Desculpem-me os egípcios mas isto não está certo.  O trânsito por sua vez não é diferente no quesito educação. Não existem sinaleiras, faixas, preferenciais ou segurança sequer, isto sem contar a velocidade que eles andam nas avenidas… Eu acredito ter assustado nosso motorista de tantos gritos que eu dei por minuto. Vou gravar um vídeo e mostrar a vocês, pois escrever não basta para demonstrar tamanha loucura.

Fomos também a um Shopping chamado City Stars, este sim, fez-me sentir em casa! Lindo, organizado, possui lojas maravilhosas e é repleto de restaurantes legais. Preciso dizer que foi a melhor refeição que fiz até agora, pois sinceramente não me adaptei as comidas daqui. Falarei disso em um capítulo específico mais tarde. Bem, para resumir o shopping, as coisas são muito baratas para nosso padrão. Quer um exemplo? Jaquetinha feminina da Nike, Puma, Addidas, etc… por R$ 80,00. Não sei na cidade de vocês, mas na minha não baixava de R$ 150,00 por aí.

Bom, no momento é isto que tenho para escrever, conforme meus dias vão passando eu vou relatando. Acredito que terei muitas histórias para contar e certamente muitas opiniões para mudar.

Beijo a todos!!

Quantos já passaram por aqui...

  • 383,791 acessos

del.icio.us

The best

RSS A História de uma gata

  • Memorial 19/05/2016
    Tá tudo certo. Resolvido. Jurado e sacramentado. Até que percebo uma leve alteração na respiração ao estacionar o carro e meu coração acelerar no elevador e bater na garganta quando chego na porta. Ela abre. Eu disfarço. Faço uma piada, enquanto minha mente me joga, sem dó, frames de sons, momentos e sensações. Me lembra que voltei a brotar ali .E eu penso n […]
    noreply@blogger.com (Fernanda Copatti)

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 364 outros seguidores

%d bloggers like this: