TRÂNSITO EGÍPCIO X PLAYSTATION

Texto By Rodrigo Alves
 

Confesso que não tenho Playstation nem outro tipo de videogame, mas sei do que se trata, quando era guri, meu videogame era o Atari, acho que muita gente conhece. O Egito me faz lembrar as horas que passava jogando Enduro e River Raid, conto por que.

O trânsito do Cairo é um jogo de videogame, o objetivo chegar ao final de fase com VIDA. Existem diversos níveis. Pode escolher.

Nível 1 – De casa para o trabalho em 45 minutos.

River Raid

Teu objetivo e chegar ao trabalho em 45 minutos, inteiro e disposto para iniciar o dia cheio de emails, telefonemas etc.

No caminho, se ficar mais do que 10 minutos parado, perde 5 pontos. Fechadas de camionetes 10 pontos e taxistas andando no meio da faixa perdem 2 pontos. Se buzinares menos 1 ponto.

Mas existem os bônus, desviar de melancias caídas na “Ring Road” vale 2 pontos, desviar de tijolos 5 pontos e de bobinas de aço, 20 pontos mais uma VIDA.

Se fores cortado por motoqueiros também te rende pontos, se na moto estiver uma pessoa somente, 1 ponto, se duas pessoas 2 pontos ate 6 pessoas, 6 pontos que foi o máximo que eu já vi (numa Vespa).

Desviando de carros na contra-mao ganha 10 pontos, dos vendedores de melancia parados no acostamento 5 pontos. Escapar de buracos não conta ponto, mas cair neles perde 5. Se souber o nome do buraco (sim aqui no Cairo podes dar nomes aos buracos, eles estão lá desde as pirâmides, eu acho) mais 10.

Nível 2 – De casa pra Downtown (Centro)

Teu objetivo e chegar a qualquer lugar no Centro, menos na Sexta-Feira que vai ser difícil, pois a Tahrir vai estar fechada para protestar contra o SCAF (Junta Militar), preço do pão ou mesmo por que o Egito perdeu para Guinee Bissau e esta fora da Copa da África de 2012.

No centro existem algumas sinaleiras (ou faróis como os paulistas chamam) se parares no vermelho, perde 5 pontos, pois vai atrapalhar

Obstáculos

os motoristas que vem atrás e não sabem o significado do sinal vermelho.

Carros dando re por que perdeu a entrada ou a saída, também dão bônus 5

pontos, mas se tu fizeres isso, não desconta ponto, pois isso e normal neste jogo.

No centro tem que ter cuidado em dobro com os pedestres, teu objetivo e não matar, portanto cada pedestre salvo tem uma pontuação, vamos lá:

  • Senhores idosos de galabeia (vestimenta típica) – 2 pontos
  • Senhoras extremamente acima do peso que caminham como patas – 5 pontos.
  • Senhoras extremamente acima do peso que caminham como patas e com 5 crianças – 10 pontos.
  • Famílias de mais de 15 pessoas – 20 pontos + medalha de boa ação do dia.
  • Senhores idosos andando de burrico – 30 pontos.

Nível 3 – Estacionar no Aeroporto.

Teu objetivo e chegar ao aeroporto e estacionar.

Depois de passar pelo nível 1 e 2, já podes te considerar um vencedor de ter chego ao aeroporto. Para estacionar pegue o cartão na entrada e pague na primeira cancela que aparecer, 5 pounds = 5 pontos, depois disso vais passar por mais umas 5 cancelas e terás que mostrar o recibo de pagamento em todas, não reclame senão perde 5 pontos.

Escapando de motoristas na contra Mao dentro do aeroporto tem bônus de 10 pontos, meu sogro foi recebido assim logo depois de ter aterrizado no Cairo.

Se cruzares com algum caminhão e perceberes que a carga esta solta, torta ou mesmo sobrecarregado não se assuste passe pela esquerda ou mesmo pela direita e reze, seja para Deus, Allah ou Shiva.

O único problema e que neste jogo só existe uma vida, portanto olho aberto e não pisque pode ser que aconteça algo não descrito acima, disso eu não duvido nada.

Ah, esqueci, que saudades da Sinimbú as 19hs, ou da rotula da UCS…

Abraços

Rodrigo

VOU DE TAXI…

Para aqueles que se perguntam sobre transportes no Egito e têm a ilusão que vão se virar bem por aqui, como se faz na Europa, aqui vai uma explicação que provavelmente vai abalar muito mochileiro por aí.

Se deslocar no Egito é realmente muito difícil. Mesmo com carro próprio as dificuldades são imensas. Você se perde nas ruas, não consegue decifrar as placas, fica horas trancado em engarrafamentos sem fundamento e a probabilidade de bater ou ser batido é de 20% no mínimo. Existem outras opções, porém não chegam a ser um alívio ou uma salvação.

Taxi no Egito é super barato, porém a maioria dos taxistas não fala inglês. Se você não souber exatamente para onde está indo, a probabilidade de erro é imensa (ou de golpe). Outro detalhe que deve interessar os mais “exigentes” é que as condições dos taxis são precárias. Quando digo precárias é nó sentido triplicado.

Taxi Comum

A maioria dos carros são aqueles Ladas de mil novecentos e lá vai rosquinha… Você senta no banco e recebe uma visão panorâmica… do asfalto! Sim, porque o carro quase não tem chão e muito menos janelas. Muito cuidado para não tocar em nada, pois além de poder quebrar você ainda leva um “tétanosinho” de graça. Geralmente o motorista está fumando e ouvindo uma música árabe ensurdecedora. Ele NUNCA tem troco, não usa o taxímetro e você ainda corre o risco de dividir a corrida com outro passageiro. Tempo é dinheiro…

Existem os taxis mais sofisticadinhos, porém são mais caros. Os de cor branca que você pode pegar na rua são os mais aconselháveis. Eles possuem tarifário, mas o motorista sempre te pedem uma gorgetinha alegando que a volta vai ser muito difícil. O ar condicionado geralmente está desligado e se você pedir para ligar, certamente receberá uma cara feia. Eles acham que gasta muito combustível…

Existem ainda os taxis “executivos”, os amarelos. Supostamente mais novos (jura!!). Você liga e o taxi vem te buscar em casa. Ahammmmmmmmmmmmm!!!

Ah se fosse simples assim…

Taxi Branco

Primeiramente que para você conseguir a ligação a espera é de aproximadamente meia hora ao telefone ouvindo aquela musiquinha amável. Segundo que se você mora longe do centro a ligação deve ser feita no dia anterior. Isso mesmo!! Impossível conseguir taxi para daqui a vinte minutos. Só de um dia para o outro Inshalah. Emergências nem pensar!!!

Por fim, a possibilidade do taxi não comparecer no lugar e hora marcados é quase de 100%. Certo dia eu precisava ir a casa de uma amiga e liguei para a central de taxis. Pedi para que o taxi me buscasse nove horas da manhã do dia seguinte. Confirmei o endereço tudo como de costume. No dia seguinte, estou eu, toda prontinha as nove e nada do taxi chegar. Esperei mai um pouco já que pontualidade não é um forte dos egípcios… Nada…

Taxi Amarelo

Liguei para a Central:

– Olá, você poderia me dizer se o meu taxi vai demorar muito?

– Ah Claro, um minuto que vou contatar o motorista.

Passaram-se alguns segundos e eis que…

– Sra. O taxi não está disponível!

– Como assimmmmmmm????????                                       

– Sinto muito Sra. Mas o taxi não está disponível.Ele não poderá ir buscar a Sra.

Naquele momento uma raiva absurda invadiu o meu ser e eu desabafei tudo no atendente…

– Vocês são uns incompetentes. Isso é um absurdo. É por isso que este país não vai para frente. Vocês fazem uma revolução para tirar um presidente do poder, mas não conseguem nem enviar um taxi direito!! @%&0*#! @%&0*#!

Advinha o que ele me respondeu?

– Sorry Sra.

Fui até a portaria do meu condomínio na esperança que os seguranças pudessem me ajudar. Inacreditavelmente eles tinham o telefone de um taxista que chegou em 15 minutos. Fiquei um pouco receosa porque você nunca sabe o que pode aparecer, mas até que o taxi era arrumadinho. Obviamente que ele cobrou bem mais caro do que o de costume mas… paciência!

Se você for do tipo aventureiro e quiser arriscar um ônibus… esqueça!!! Ônibus são raros de se ver por aqui. O mais comum são as Vans. Impraticáveis!!!

Imagine uma Van que comporta doze passageiros carregando trinta? É pé para fora do vidro, mão na cara do outro e bunda colada na janela. Para ajudar tem sempre um cidadão que resolve fumar no percurso. Sem considerar o fato que você nunca sabe qual o destino dela. Não tem plaquinha, nem visor nem número. Cada dia o motorista decide para onde ir. Para onde o vento levar…

Van

A maioria das Vans está literalmente caindo aos pedaços. Não possuem portas, muitas vezes nem assentos. Os pneus estão tão desgastados que o aço chega a aparecer, mas mesmo assim elas atingem uma velocidade de 120 km/h. Impressionante!!!

Suuuuuuuper Seguro!!!!

Elas andam como querem e param onde querem. Não existem paradas por aqui! Geralmente elas coletam os passageiros nas curvas e nas pontes. Onde houver uma saída de carros e onde NÃO houver um acostamento é ALI o lugar que a Van irá parar.

O Metrô é o mais praticável de todos os meios de transporte. Prático, seguro e até que é limpinho. Só têm um probleminha. Possui apenas duas linhas. Imagine uma cidade de oito milhões de habitantes com cerca de 300 km² de extensão, apenas com duas linhas de metrô??? Impossível!!!!  As linhas não abastecem nem 20% da cidade.

Metrô

A única opção é Norte e Sul. Circula apenas pelos principais bairros. Muitas vezes você tem que descer em uma estação e continuar o trajeto de taxi ou Van. Vale mais a pena pegar o taxi logo de cara. A diferença de economia é mínima.

Existem planos para a construção de mais rotas. Elas deveriam ficar prontas em 2010. Nem começaram ainda…

A esta altura eu realmente espero que você esteja se perguntando como é que EU faço para me virar por aqui!!!

Bom, se o marido não me leva eu pego o taxi!! Como??? Como der!!!

Para sair do meu condomínio é mais difícil, mas uma vez que eu estou na rua eu ataco o melhor carro que eu encontrar e seja lá o que Deus quiser!!!

Muitas das minhas amigas possuem motoristas (que nem é tão caro assim), mas infelizmente não é viável para nós. Vou me virando com o que dá. E até que me saio muito bem obrigado!

No começo era mais difícil. Tinha medo de pegar taxi sozinha, levar um golpe, me perder ou ser seqüestrada, vai saber. Depois de um tempo você se acostuma e passa até a ficar confiante demais. Hoje eu xingo, acerto preço, exijo o caminho e se bobear até arrisco um direita e esquerda em árabe (que é só até onde meu árabe vai).

Praticamente uma local!!!

Existe ainda a última possibilidade de locomoção: Camelos!!!

Acredite ou não ela é ainda utilizada por aqui. O problema é que manter um no meu pátio não ia ser lá muito agradável! Hahahahaha. Mas acredite: Seria a opção mais segura de todas!!!!

Beijos

QUER UMA CARONA?

 

Palavra do dia:

Trânsito: Muruur

*****************************************************************************************************************************  

Hoje vou “tentar” explicar um pouco sobre o trânsito aqui no Egitão. Tentei fazer um vídeo, mas confesso que fico tão nervosa no momento da gravação, que geralmente não consigo filmar nada. Você apenas iria ver imagens tremidas e ouvir coisas do tipo: – Ai Meu Deus!! – Pára! Páraaaa!! -Freiaaaa!!  – F.D.P. – #@&%!!!     

Porque?? Peraí que te conto…   

Eu posso dizer que já vivi algumas grandes emoções em minha vida, mas quase nenhuma delas compara-se ao transito no Cairo. Vocês não fazem a menor idéia do horror que é isso aqui. Simplesmente não existem regras, leis ou sinalização. Apenas instinto, buzina e coragem colega!!!! Coragem!!!   

A primeira vez que fui submetida ao real trânsito egípcio, era recém chegada ao país e estava retornando da minha primeira visita às Pirâmides, portanto, me encontrava em um estado de alegria e paz surreal. Este momento logo teve um fim quando decidimos atravessar a cidade para ir ao Shopping Center. Resolvi sentar no banco da frente para aproveitar a ocasião e fazer um tour pela cidade quando… Senhorrrr!!!!  Palpitações, suor, gritos ensurdecedores e medo da morte tomaram conta do meu ser. Sabe quando você finalmente resolve andar naquela montanha-russa? Então ela começa subir aquela ladeira gigante e você sabe que não tem mais volta? Então aquela descida fatídica quase faz seu coração saltar pela boca? Horrível não é? Multiplica agora essa sensação por aproximadamente duas horas…   

Proibido Buzinar!

Por aqui não existem faixas de trânsito separando as filas de carros. Ou melhor, elas até que estão lá, mas se você tentar guiar entre as linhas paralelas com certeza será motivo de piada entre os motoristas. O legal mesmo é andar sobre elas. Para dirigir no Cairo você praticamente não precisa de retrovisores, apenas use o seu instinto e toca ficha para a esquerda (ou não). Nada de pisca-alerta seu bobo! Buzine! Use a buzina para tudo, mas para tudo mesmo!! Existem até mesmo códigos sonoros entre os motoristas. Se você quer agradecer buzine duas vezes com um som rápido e curto, se você quer xingar alguém, emita três sons longos dois curtos e um longo respectivamente, se você quer avisar que esta passando, emita dez sons médios e rápidos e por assim vai…   

Outra forma de comunicação são as luzes. Muita luz! No Brasil nós também costumamos usar os faróis para alertar alguém ou iluminar algo, mas por aqui isso mais se parece mais com virada de ano em Copacabana. Você esta na estrada e do nada começa aquele monte de carros dando sinais de luz. Para que? Para simplesmente avisar que também estão na estrada com você, porque acredito que eles partem do pressuposto que somos todos cegos.  Serve também para pedir ao outro motorista que não atravesse a estrada enquanto estão passando, partindo da idéia que todos são suicidas e certamente vão se jogar na frente do carro. Pode servir para informar que estão ultrapassando, seja pela esquerda ou pela direita, e pedindo a você que, por favor, não troque de pista subitamente, ao menos dê um sinal de luz. Se você for educado, deverá apagar todos os faróis quando houver outro carro na sua frente durante o trajeto, certamente as luzes dele já bastam para iluminar a estrada desértica!   

Se você está dirigindo em uma estrada de duas pistas e se deparar com dois caminhões, um em cada uma delas, não se acanhe! Passe pelo meio. Certamente eles perceberão que você esta ali e vão dar uma chegadinha para o lado! Caso não seja possível, utilize o acostamento, masnão se preocupe, pois ao seu lado é só areia mesmo. (Ahammm!!)   

Cruzamento Perigoso!

Esperar para que? Paciência definitivamente não é uma qualidade egípcia. Os motoristas não esperam simplesmente por nada. Se você está em um pedágio aguardando sua vez, a probabilidade de alguém furar a  fila na sua frente é de provavelmente 99%. Nas ruas estreitas também é normal alguém não esperar pela sua vez de passar. Eles passam ao mesmo tempo, independente do espaço, só para ver sé dá eu acho. Dia desses estava em uma das ruelas do Cairo quando me deparei com duas caminhonetes presas lado a lado. A solução, após 10 minutos de conversa foi arrastar a lataria até se libertarem. Cada um seguiu seu caminho e Inchalá!! Se alguém atravessar subitamente a sua frente em uma rua ou junção, não adianta gritar. O que você vai ouvir é algo do tipo: – O carro é meu e eu faço o que eu quiser com ele!!! O mesmo acontece se alguém bater em você. A resposta será: – Welcome to Cairo. Toca em frente que não foi nada. Por vezes eles realmente enfurecem e aí meu bem, pode parar tudo que é briga, gritaria, confusão. A turma do chega disso (cerca de 100 pessoas) entra em ação e finalmente, cada um que pague o seu! Tanta saliva para nada!!   

Quando existe algum tipo de engarrafamento, existem provavelmente duas possibilidades:   

Primeira: Existe um retorno a poucos metros de você. Ninguém aqui se mantém na faixa de retorno, pelo contrário, se você quiser dobrar a esquerda, mantenha-se na direita (não esqueça que não existe sinalização ou recuos.) É muito mais rápido atravessar a pista, parar o trânsito e então fazer a volta, do que aguardar na fila atrás dos outros carros. Dar pisca para quê? Use as mãos e a sua maravilhosa buzina. Não existem muitas rotatórias, mas quando há alguma, ninguém tem a preferência mesmo!   

Segunda: Existe uma barreira de fiscalização logo em frente. Os policiais simplesmente param os carros no meio da avenida para pedir os documentos. Usar cones de sinalização e utilizar a faixa do canto como acostamento nem pensar. Legal é apontar e parar o carro na hora que der vontade mesmo. Quem estiver atrás que desvie ou espere. O policial te parou? Nada que dez pounds (cerca de três Reais) não resolvam. Ele te irritou? Passa por cima! No máximo vai te custar uma multa mesmo!   

Vai cortando que você chega lá!

Outro fato importante são os semáforos. Eles NÃO são reais!!! Se estão presentes, geralmente estão piscando amarelo ou estão estragados.  Aqui é no famoso “vai que dá”. Avenidas são cruzadas aleatoriamente, pedestres atravessam as ruas na base do “fininho”, pois o que é que tem demais quebrar um dedinho do pé ou dois né? Conversão à esquerda ou à direita só depende de você. Faixa de segurança? Ahhhh!!! Aquelas listrinhas brancas no chão!! Hãmmm. Não, não me lembro não!!   

As crianças por aqui têm prioridade. Todas andam no banco da frente. Os bebês no colo das mães e os mais velhos podem dividir o banco em até três crianças. Mais do que isso pode se tornar muito perigoso. Cinto? Utilizar sempre que possível ou existente. De preferência, opte por falar ao celular sempre que possível e não se esqueça que fazer uma “boquinha” durante sua jornada é essencial!   

Não se preocupe caso você se perder. Sempre haverá um egípcio simpático para lhe dar informações. Em qualquer lugar, a qualquer hora ou a qualquer velocidade. Tente procurar por informações nas esquinas e nos cruzamentos, ou então, pergunte ao taxista. Os taxistas sempre sabem o caminho. Não precisa parar, apenas encoste o máximo que você puder no carro dele e peça pela informação desejada. Se precisar de fogo para o cigarro é só pedir que tá na mão.   

Se caso você precisar parar e descer do carro não se estresse procurando estacionamento. Apenas pare! Fila dupla não é muito comum, mas fila tripla sim, então não se acanhe. As pessoas vão compreender você. No máximo vai ouvir uma buzinadinha para não perder o costume, mas provavelmente você nem vai perceber diante do mar de buzinas ao seu redor. Mas afinal, quem nunca precisou sacar dinheiro ou comprar pão no meio do caminho?   

Errou a entrada na Marginal? Tadinho!!! Não se preocupe. Liga o pisca-alerta, engata  a marcha-ré e volta. É muito longe da entrada? Tá bom!!! Pode ir pela contra-mão mesmo. Mas não se esqueça de desligar os faróis para não perturbar os outros motoristas.   

Beijo à Todos   

Quantos já passaram por aqui...

  • 394,957 acessos

del.icio.us

The best

RSS A História de uma gata

  • Memorial 19/05/2016
    Tá tudo certo. Resolvido. Jurado e sacramentado. Até que percebo uma leve alteração na respiração ao estacionar o carro e meu coração acelerar no elevador e bater na garganta quando chego na porta. Ela abre. Eu disfarço. Faço uma piada, enquanto minha mente me joga, sem dó, frames de sons, momentos e sensações. Me lembra que voltei a brotar ali .E eu penso n […]
    noreply@blogger.com (Fernanda Copatti)

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 367 outros seguidores

%d bloggers like this: