MUÇULMANOS X CRISTÃOS

Palavra do dia:

Deixa pra lá: Malesh

*********************************************************************************************************************

Olá

Hoje vou falar de um dos assuntos mais polêmicos por aqui é sem dúvida a rivalidade entre os muçulmanos e o cristãos. Como ainda não adquiri experiência suficiente neste assunto, vou transmitir minhas impressões iniciais à vocês.

 Cerca de 90% da população egípcia é muçulmana, o que torna a vida dos cristãos muito complicada. Pelas histórias que me contam por aqui, os cristãos foram muito discriminados ao longo dos anos, sendo afastados do convívio social jogados para fora das cidades. Hoje, eles vivem em áreas precárias, geralmente em volta do lixo, o que fez com que a reciclagem se tornasse sua principal fonte de renda, e acreditem, eles ganham muito dinheiro porque lixo não falta por aqui!

 A violência entre eles, ao contrário do que dizem por aí, ainda é muito gritante. Um bom exemplo foi no feriado natalino cristão (7 de janeiro) onde um muçulmano atirou em seis cristão que saiam da igreja a queima-roupa. Foi uma tragédia que estragou a festa de muitos por aqui.

 Dia desses estávamos voltando de um restaurante com nosso motorista que é cristão e fomos parados por uma barreira policial.

reza muçulmana

 Por alguma razão relacionada a documentação do veículo, o policial solicitou ao motorista que descesse do carro e entrasse dentro da sala para que conversassem. Quanto o oficial viu que o outro não era muçulmano… Imagina o que aconteceu?? Ele nos segurou lá por cerca de uma hora!! Tá certo, não vou mentir para vocês, nosso motorista não foi exatamente educadinho… Mas certamente este não foi o problema, pois ninguém respeita muito a polícia por aqui, a religião dele era o problema! Certo momento o policial veio falar conosco (muito educadamente devo dizer) e nos explicar a situação. Ele falou assim:

 – Esse motorista de vocês me insultou. Ele não é um cara bom, muito má pessoa. Tenham muito cuidado com ele! Blá, blá, blá…

 Isso ele deduziu em dez minutos??? Nossa, que cara perspicaz heim??

 Devo dizer que foi uma situação ridícula. Um não baixava a guarda para o outro simplesmente porque tinham crenças diferentes. Bom, acabamos sendo liberados mas foi certamente, um episódio muito triste.

 Existem muçulmanos e cristão que são amigos e se respeitam, mas a maioria deles não se suporta. Eles se ignoram, não se  cumprimentam e geralmente falam mal um dos outros. Para você ter uma noção da discriminação, nenhum jogador da seleção egípcia de futebol pode ser cristão. Existem empregadores que não os contratam, etc… Quando uma igreja é construída, imediatamente duas novas mesquitas são construídas ao lado, com suas caixas de som apontadas para ela. Se você observar bem ao passear pelo Cairo, logo logo se dará conta disso.

 Casamento entre muçulmanos e cristãos então nem pensar!!! eles podem casar com estrangeiros sem problemas, mas entre  os egípcios de diferentes religiões, isso é inimaginável. O interessante é que eles sabem de longe quem é quem. Obviamente que as mulheres cristãs não usam o véu (hijab) na cabeça o que facilita a identificação, mas entre os homens, para mim particularmente, é muito difícil identificar. Eles sabem ou pelos nomes, ou porque os cristãos geralmente possuem tatuagens identificativas ou pelo cumprimento social.

 Cristãos não utilizam “Assalamu Aleikum” que significa “ Que a paz de Alah esteja com você” e sim, olá, como vai? Etc… Possuem tatuagens em forma de cruz nos pulsos ou em partes visíveis do corpo. Os muçulmanos possuem nomes como Abdula, Mohamed, etc… Mas para mim é bem complicado, portanto para não me dar mal, eu uso a palavra “Salam” que significa Paz ao cumprimentar.

quarto minguante mesquita

 O simbolo islâmico é o quarto crescente, uma lua figurativa aparente no topo de todas as mesquitas, o dos cristãos obviamente a cruz. Os véus utilizados pelas mulheres também são simbólicos embora para nós, controversos (falarei disso em um outro post). Ambos acreditam em jesus Cristo, porém um como o filho de Deus e outro simplesmente como um profeta. Os primeiros são seguidores do Alcorão, livro escrito por Mohamed, seu principal profeta e os segundos acreditam na Bíblia (literalmente).

 Dificilmente no Brasil as pessoas perguntam a religião uma das outras ao se conhecerem. Aqui esta parece ser uma das primeiras questões. Quando digo que não sou religiosa, imagina a cara deles!!! Eles não entendem minha opção. O diálogo é mais ou menos assim:

 – Andréia, qual sua religião?
– Nenhuma. Apenas acredito em Deus.
– Como assim?
– Assim. Acreditando!
– Hummmmm!!! Não entendi! Você é Cristã? Em qual Deus você acredita??
– No mesmo que você!
– Ah tá! Ahã!!! (fazendo uma cara de reprovação)

 Rapidamente eu troco o assunto neh!!!!

 Existem muitas diferenças entre eles, mas nenhuma justifica a violência, a discriminação, a ignorância que presencio por aqui. Nós estrangeiros, somos tratados como diferentes mas não como inferiores, ao contrário, muitas vezes somos admirados por eles. É muito triste ver um dos berços de nossa humanidade possuir um atraso tão grande social. Parece que esse problema jamis será resolvido, eles mesmos não fazem a mínima questão para isso. Uma pena!!

 

Beijos 

 

 

Quantos já passaram por aqui...

  • 383,791 acessos

del.icio.us

The best

RSS A História de uma gata

  • Memorial 19/05/2016
    Tá tudo certo. Resolvido. Jurado e sacramentado. Até que percebo uma leve alteração na respiração ao estacionar o carro e meu coração acelerar no elevador e bater na garganta quando chego na porta. Ela abre. Eu disfarço. Faço uma piada, enquanto minha mente me joga, sem dó, frames de sons, momentos e sensações. Me lembra que voltei a brotar ali .E eu penso n […]
    noreply@blogger.com (Fernanda Copatti)

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 364 outros seguidores

%d bloggers like this: